31 de Outubro de 2014

Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada 2009

De ACA-M

Comunicado de Data::2009/11/09

Como acontece desde 2002, a Estrada Viva - Liga Contra o Trauma, que integra um conjunto alargado de organizações cívicas, celebra no próximo domingo, 15 de Novembro, o Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada.

A cerimónia central terá lugar em Sintra, em colaboração com a Câmara Municipal de Sintra. Celebrações locais serão também organizadas em Évora e Vila Real.

O Dia Mundial da Memória, reconhecido por todos os estados-membros da ONU (Resolução A/60/5), é uma iniciativa criada em 1993 pelas associações que compõem a Federação Europeia de Vítimas da Estrada, e apadrinhada pela Organização Mundial de Saúde.

Vimos solicitar a inserção destas celebrações em agenda e a sua divulgação durante os próximos dias, e convidamo-vos a associarem-se a nós com a vossa presença solidária (ver Programa na parte final deste comunicado).

Esta iniciativa conta com o apoio da Liberty Seguros e da Câmara Municipal de Sintra.

NOTAS ADICIONAIS:

1) Como acontece desde que o Dr. Rui Pereira tomou posse como Ministro da Administração Interna em 2007, o governo português preferiu organizar separadamente acções promoção de segurança rodoviária no Dia da Memória, em colaboração com os governos civis de cada distrito.

Esta postura de não cooperação do MAI em relação às organizações da Estrada Viva - Liga Contra o Trauma não valoriza a dignidade do Dia da Memória em Portugal, menoriza o empenho das organizações cívicas, e desrespeita as Recomendações da Organização Mundial de Saúde para estabelecimento de uma parceria entre as entidades oficiais e as organizações cívicas empenhadas na celebração deste Dia.

2) A 1ª Conferência Mundial Inter-Ministerial sobre Segurança Rodoviária tem lugar nos dias 19 e 20 de Novembro, em Moscovo. A ACA-M, membro da Estrada Viva – Liga Contra o Trauma, é uma das 74 subscritoras da Declaração das ONGs dedicadas à Segurança Rodoviária e Apoio às Vítimas, que irá ser apresentada durante os trabalhos desta Conferência Mundial.

Apesar da nossa insistência junto das entidades oficiais, não pudemos confirmar a presença de representantes do governo português neste importante evento.


Tabela de conteúdo

Programa das comemorações

Domingo, 15 de Novembro 2009

Sintra

14H30 – Concentração junto aos Paços do Concelho, em Sintra

14H45 – Início de marcha lenta até ao Palácio Valenças

15H15 – Cerimónia alusiva ao Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada

  • Preparação de um Memorial em Homenagem às Vítimas da Estrada – Os participantes terão a oportunidade de colocar, num mural disponível à entrada do Palácio, algo de valor simbólico que recorde o seu ente querido (foto, poema, carta, etc.). Todos os materiais aí colocados ficarão guardados na sede da Associação “A Nossa Âncora” até à concretização do memorial definitivo.
  • Minuto de silêncio em memória das vítimas mortais No mesmo local, decorrerão mais algumas iniciativas assinalando o dia.

16h15 – Sessão solene na Sala Nau do Palácio Valenças Com a participação de representantes da Câmara Municipal de Sintra, da Estrada Viva – Liga Contra o Trauma, e entidades oficiais.

17H30 – Encerramento das comemorações.

Em colaboração com a Câmara Municipal de Sintra e com o apoio da Liberty Seguros.

Imagem:Liberty Seguros Rev.gif Imagem:Cmsintra.png

Évora

Desde 2004, em Évora, a GARE — Associação para a Promoção de uma Cultura de Segurança Rodoviária, em representação da Estrada Viva — Liga Contra o Trauma, tem reunido um conjunto alargado de pessoas e instituições que tem promovido a celebração do Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada.

No próximo dia 15 de Novembro de 2009, estaremos novamente todos juntos para recordar todos aqueles que muito amamos e que foram vítimas da estrada.

10H30 – Concentração na Praça do Giraldo

11H00 – Marcha pelas Vítimas Partida da Praça do Giraldo, descida da Rua Serpa Pinto, Av. de Lisboa, Av. Túlio Espanca, Jardim da Memória.

12H00 – Concentração no Jardim da Memória

  • Deposição de Varas no Memorial
  • Música e Poesia
  • Largada de pombos
  • Encerramento

Viseu

Colocação, em 2 rotundas de Viseu, de 100 silhuetas pretas para assinalar o Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada.

15H00 – Lançamento de balões pretos, junto ao portal do Fontelo. Conta-se com a presença do Governador Civil, Presidente da Câmara e ainda diversas associações do distrito.

Vila Real

11h30 – Deposição de Coroa de Flores no Memorial às Vítimas do IP4 (Rotunda da Saída Vila Real do IP4)


Materiais de Campanha


Sobre o Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada

“As lesões causadas por acidentes de viação constituem um sério e negligenciado problema de saúde pública a nível mundial, que requer esforços concertados para uma prevenção eficaz e sustentável. De todos os sistemas com os quais temos de lidar diariamente, os sistemas de trânsito rodoviário são os mais complexos e perigosos. Estima-se que, anualmente e em todo o mundo, cerca de 1,2 milhões de pessoas morrem e 50 milhões são feridas em consequência de acidentes de viação. As projecções indicam que estes números vão aumentar em cerca de 65% nos próximos 20 anos, a menos que exista um novo empenho na prevenção. Ainda assim, a tragédia por trás destes números atrai menos a atenção dos media do que qualquer outro tipo de tragédia menos frequente.” (Fonte: Organização Mundial de Saúde: [1])

A Federação Europeia de Vítimas da Estrada (FEVR) iniciou em 1993 a celebração anual do Dia Europeu em Memória das Vítimas da Estrada. Em 2002, o Sumo Pontífice Romano, o falecido Papa João Paulo II, perante o aumento exponencial do número de vítimas de desastres rodoviários no mundo, promoveu a transformação deste Dia Europeu em Dia Mundial ([2]). Em 2005, a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou em Resolução a adopção oficial, por aquele organismo internacional, do Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada ([3]).

O espírito desta celebração é de que a evocação pública da memória daqueles que perderam a vida ou a saúde nas estradas e ruas nacionais significa um reconhecimento, por parte do Estado e da sociedade, da trágica dimensão da sinistralidade, e ajuda os sobreviventes a conviver com o trauma de memórias dolorosas resultantes de acidentes rodoviários.

A morte e lesão por acidente de viação são ocorrências repentinas, violentas e traumáticas, e o seu impacto duradouro, por vezes, permanente. A cada ano, milhões de enlutados e vítimas de todo o planeta juntam-se aos muitos milhões que já sofrem em resultado de acidentes de viação.

O Dia da Memória responde, assim, à intensa necessidade sentida pelas vítimas e seus entes queridos de verem a sua perda e a sua dor publicamente reconhecidas. É já comemorado um pouco por todo o mundo e o número de países onde é celebrado tem vindo a aumentar a cada ano. Pretende-se que este dia seja adoptado pelos governos dos vários países como comemoração oficial, em sinal do seu empenho na redução da sinistralidade rodoviária.

A organização da celebração em Portugal tem sido assegurada desde 2004 pela ESTRADA VIVA - Liga contra o Trauma.

Links para mais informações
Documentos


Cobertura nos media